Qualidade dos Serviços

É o que a Controlo XXI se compromete a prestar aos seus estimados clientes, apostando na formação contínua dos seus técnicos na área da Segurança, Biologia das pragas e no estudo das metodologias inerentes ao seu controlo.


Empresa Certificada
Somos uma empresa certificada pela E.I.C. (Empresa Internacional de Certificação), no Sistema de Gestão de Qualidade, pela norma NP EN ISO 9001:2008.




Empresa Reconhecida

Somos uma empresa reconhecida pela Associação Nacional de Controlo de Pragas Urbanas (ANCPU), a Controlo XXI está no mercado de uma forma inovadora, com soluções mais eficazes ao nível dos tratamentos e um cumprimento rigoroso de todos os prazos acordados com os seus clientes.




Pulgas
O que é?

As pulgas são pequenos insectos ectoparasitas (parasitas externos) da Ordem Siphonaptera que afectam os seus hóspedes, que podem ser humanos ou animais domésticos, alimentando-se do seu sangue.
As pulgas têm entre 1 a 8 mm de comprimento, com um corpo duro e sem asas, comprimido lateralmente (o que facilita a sua passagem através dos pelos dos hospedeiros), geralmente de cor acastanhada e com peças bucais bem adaptadas a sugar o sangue dos hospedeiros. São muito resistentes e ágeis. Os membros posteriores são muito desenvolvidos, o que lhes permite dar saltos apreciáveis com uma extensão de 30 cm.
As espécies de pulgas mais importantes como pragas urbanas são a pulga do homem (Pulex irritans), a pulga do gato (Ctenocephalides felis), a pulga do cão (Ctenocephalides canis) e a pulga das aves (Ceratophilus). Apenas a Pulex irritans se reproduz exclusivamente à custa do sangue humano. A pulga dos ratos (Xenopsylla cheopis) é muito perigosa para o homem já que pode transmitir o agente etiológico da peste, doença que na idade média deu origem a uma mortalidade considerável.
Tal como a maioria dos insectos, a pulga tem uma enorme capacidade de se multiplicar, chegando a ter mais de 20 ovos por dia. Estima-se que no fim da sua vida reprodutora uma só pulga tenha posto ovos num volume equivalente a 1500 vezes o seu próprio. As larvas que eclodem desses ovos alimentam-se dos excrementos da pulga-mãe formando casulos de onde nascem novas pulgas.
Os ovos são planos, ovais, de cor branca, encontrando-se no solo ou no hospedeiro e raramente se prendem aos pelos. São insectos hematófagos que podem passar períodos prolongados sem se alimentar. O seu desenvolvimento completa-se através de uma metamorfose completa que se inicia com a postura de ovos no hospedeiro. Estes caem e depois de 1 a 2 semanas eclodem e aparecem as larvas vermiformes que não são hematófagas, alimentam-se de detritos. O período larvar tem uma duração de 2 a 3 semanas. Em seguida as larvas transformam-se em pupas. Este estádio tem uma duração variável dependendo das condições climáticas após o qual ocorre a transformação em adultos. As pulgas desenvolvem-se próximo dos seus hospedeiros: no pó, no lixo, nas fendas do solo, nos tapetes e alcatifas, etc.
As larvas das pulgas desenvolvem-se em zonas sombrias e húmidas mas morrem em meios inundados. Muitas vezes a chuva é suficiente para interromper o desenvolvimento das pulgas.

Malefícios

Provocam graves problemas de saúde, nomeadamente anemias, dermatites alérgicas, viroses, vermes ou doenças causadas por bactérias. A dermatite alérgica à saliva de pulga é a doença dermatológica mais frequente nos animais de companhia. Antes de se alimentar de sangue, a pulga injecta uma substância denominada “saliva” para que este não coagule. Para além disso, o hospedeiro pode ingerir pulgas quando se coça pela irritação da picada e essa ingestão liberta, no intestino do animal, a larva das ténias, provocando assim um duplo parasitismo. Apesar das suas picadas não serem praticamente sentidas, podem provocar irritações na área afectada.

Locais susceptíveis da praga

Os pisos húmidos com ranhuras e frestas e os locais protegidos da luz são os locais favoritos, nomeadamente: colchões; cortinas, almofadas de poltronas e sofás, tapetes e carpetes
Apesar das pulgas habitarem os  animais de estimação, os ovos facilmente caem no chão e desenvolvem-se, esperando novo hospedeiro ou nova passagem do mesmo animal para iniciarem um novo ciclo.
As pulgas preferem os locais do corpo que ficam cobertos pela roupa.

Cuidados a ter

1 - Aspire todos os tapetes, carpetes, sofás, cortinas, etc., tendo particular atenção aos locais mais frequentados pelo animal de estimação. Os sacos de aspiração devem ser imediatamente eliminados.
2 - Lave todas as mantas, camas, almofadas, etc., onde o seu animal dorme, com água bem quente e um pouco de detergente ou lixívia.
3 – Tenha especial atenção aos locais onde há frechas ou ranhuras, rodapés, por trás do sofá, do frigorífico, máquina de lavar e, em geral, nos locais mais difíceis de passar o aspirador.
4 - Para amenizar a irritação ocasionada pela picada da Pulga, dever-se-á aplicar mentol ou gelo. Aconselhamos às pessoas que são muito sensíveis à picada da Pulga, a consultar um Médico Dermatologista.

Controlo XXI Empresas Particulares Contactos
A Empresa
Clientes Referência
Ratos
Baratas
Formigas
Pulgas
Percevejos
Térmitas
Aranhas
Pombos
Moscas/Mosquitos
Insetocaçadores
Ratos
Baratas
Pulgas
Formigas
Térmitas
Moscas/Mosquitos
Carraças
Percevejos
Rua Galileu Saúde Correia, nº 11B
2800-691 Almada
Tel. 21 274 84 32
Fax. 212 784 446
Email: geral@controloxxi.pt