Qualidade dos Serviços

É o que a Controlo XXI se compromete a prestar aos seus estimados clientes, apostando na formação contínua dos seus técnicos na área da Segurança, Biologia das pragas e no estudo das metodologias inerentes ao seu controlo.


Empresa Certificada
Somos uma empresa certificada pela E.I.C. (Empresa Internacional de Certificação), no Sistema de Gestão de Qualidade, pela norma NP EN ISO 9001:2008.




Empresa Reconhecida

Somos uma empresa reconhecida pela Associação Nacional de Controlo de Pragas Urbanas (ANCPU), a Controlo XXI está no mercado de uma forma inovadora, com soluções mais eficazes ao nível dos tratamentos e um cumprimento rigoroso de todos os prazos acordados com os seus clientes.




Formigas
O que é?

As formigas são insectos socialmente organizados que vivem em colónias onde se encontram um ou mais reprodutores, obreiras e formas imaturas (ovos, larvas e pupas). As obreiras são estéreis, raramente têm asas e estão encarregues de construir, reparar, manter e defender os ninhos que protegem os insectos contra os seus inimigos e as intempéries. Além disso, têm também como função manter as formigas imaturas e adultas da colónia, incluindo a rainha. Por vezes as obreiras de maiores dimensões são designadas soldados. As rainhas normalmente são aladas mas perdem as asas depois da fase de reprodução. Os machos também têm asas que mantêm até à morte; têm apenas uma função reprodutiva, morrendo depois de a concluir.  
As necessidades da colónia têm influência nas preferências alimentares: quando a produção de ovos é elevada as obreiras alimentam a rainha com alimento ricos em proteína; noutras ocasiões são preferidos os alimentos ricos em glúcidos e em gordura. Dentro da colónia o padrão de transmissão do alimento é complexo; basicamente, o alimento e a água são passados de boca em boca em direcção às larvas e à rainha (isto explica o facto dos iscos alimentares contendo insecticidas de acção prolongada serem muito eficazes). Quando encontram um alimento adequado as formigas marcam-no com um composto odorífero que lhes permite encontrar o caminho de ida e volta do ninho.
Podem encontrar-se no interior dos edifícios formigas de diversas espécies e tamanhos, normalmente obreiras.
    - Formigas carpinteiras: Encontram-se frequentemente na vizinhança e no interior dos edifícios. São formigas grandes (0.6 a 1.9 cm) e bastante escuras (pretas ou castanhas). Escavam em madeira galerias lisas que mantêm limpas, construindo os seus ninhos mais frequentemente no exterior, em madeira húmida.
    - A Formiga argentina é a espécie mais frequente nas habitações da região mediterrânica, tem 2 a 2.5 mm de comprimento, e uma coloração castanha clara a escura. Constroem os seus ninhos preferencialmente no solo húmido junto dos edifícios ou debaixo destes, próximo de fontes de água e alimento. Formam grandes filas de obreiras que se deslocam nervosamente. Alimentam-se de matéria orgânica preferindo as mais doces como açucares, sumos de gruta e secreções dos pulgões. A sua actividade desenvolve-se durante o dia e durante a noite.
    - Formiga ladra: É uma das espécies mais pequenas que se encontram no interior dos edifícios, tendo cerca de 1 a 3 mm de comprimento. As obreiras são amarelas a acastanhadas. Estas formigas vivem frequentemente nas colónias de outras maiores alimentando-se das larvas. Apreciam também queijo, carne (toucinho, fiambre e outros produtos cárneos) e alguns alimentos doces.
    - Formiga faraó: São formigas pequenas, com 2 a 3 mm de comprimento, e uma coloração amarela a castanha avermelhada. Alimentam-se de uma grande variedade de materiais comestíveis. São muito persistentes e os ninhos normalmente estão bem escondidos, mais frequentemente nas cozinhas e nas casas de banho, entre as paredes, por baixo do chão, nas placas dos interruptores, em lixo antigo, etc., o que associado ao facto de se afastarem bastante dos formigueiros dificulta a sua localização e naturalmente o controlo.
    - Formigas negras ou de jardim: Encontram-se frequentemente no interior dos edifícios. Têm cerca de 1 mm de comprimento e uma coloração negra. Constroem os ninhos no exterior em áreas relativamente abertas ou nas camadas de isolamento, penetrando desde aí para o interior dos edifícios. Na natureza procuram essencialmente a secreção doce produzida pelos pulgões.
As novas colónias de formigas podem formar-se através de dois métodos. Na maioria das espécies as colónias são iniciadas com uma rainha recentemente acasalada que perde as suas asas e escava uma galeria ou procura um esconderijo para iniciar o seu ninho. Depois da postura, a rainha cuida e alimenta as larvas até que estas se desenvolvam até ao estado de pupas. Os ninhos são construídos junto de fontes de água e alimento e, dependendo da espécie, podem localizar-se no solo, em estruturas de madeira ou no interior de edifícios.

Malefícios

As formigas podem picar ou morder, invadir e contaminar alimentos facilitando a transmissão de doenças, construir os seus ninhos em locais variados, atacar diversas estruturas presentes nas construções, atacar plantas, atacar aves e outras espécies, ou apenas perturbar o homem e os animais domésticos pela sua presença.

Locais susceptíveis da praga

As pragas mais comuns de formigas devem-se a espécies que vivem no exterior e que entraram nos edifícios por ali encontrarem alimentos disponíveis. As formigas procuram o seu alimento em diversos locais como habitações, armazéns e jardins, incluindo produtos doces, gordura, carne, folhas e frutos, insectos mortos etc.

Cuidados a ter

-Tomar medidas de saneamento como a correcção da humidade excessiva,
-O armazenamento da lenha afastado das habitações e elevado em relação ao solo e o impedir que estruturas como por exemplo ramos de árvores permitam o acesso ao interior dos edifícios.

Muitos dos procedimentos a adoptar com vista ao controlo de pragas de formigas dependem da espécie envolvida (devido à variedade de hábitos), do grau de infestação e da localização do ninho. Assim, quando se procede à inspecção de locais infestados por formigas, além do normalmente realizado para a maioria das pragas torna-se por vezes necessário implementar um programa de reconhecimento com iscos não tóxicos de forma a localizar os ninhos. Com efeito, colocar materiais atractivos (iscos) que possam levar à formação de novos trilhos é uma forma de localizar os formigueiros. Devem ser utilizados iscos de tipos bastante diferentes, por exemplo mel e toucinho, de forma a assegurar a resposta das formigas. Os iscos devem ser observados em vários dias, anotando-se as alterações observadas, a visualização de formigas, os trilhos percorridos, etc.
Tal como acontece com a maioria das pragas urbanas, a melhor forma de impedir uma praga de formigas no interior de um edifício é mantê-lo limpo, já que qualquer resto de alimento pode atrair as formigas. Os alimentos devem também ser armazenados em recipientes estanques e bem fechados e deve evitar-se colocar em interiores plantas que possam atrair formigas, pulgões ou outros insectos produtores de secreções doces. Devem também calafetar-se fendas e orifícios no exterior e no interior por onde as formigas possam entrar nos edifícios. Os tratamentos locais dos trilhos, eliminando as obreiras resolvem temporariamente o problema. No entanto, estas aplicações não substituem a localização e a eliminação dos formigueiros, sendo o tratamento dos ninhos a forma de controlo mais eficaz. Os tratamentos periféricos com aplicações à volta das habitações, portas, janelas e rodapés, são úteis quando os ninhos se localizam no exterior, impedindo assim a penetração das obreiras quando buscam alimentos. No entanto, não sendo eliminado o ninho, as formigas poderão voltar a entrar nos edifícios quando a barreira química já não tiver eficácia.  

Controlo XXI Empresas Particulares Contactos
A Empresa
Clientes Referência
Ratos
Baratas
Formigas
Pulgas
Percevejos
Térmitas
Aranhas
Pombos
Moscas/Mosquitos
Insetocaçadores
Ratos
Baratas
Pulgas
Formigas
Térmitas
Moscas/Mosquitos
Carraças
Percevejos
Rua Galileu Saúde Correia, nº 11B
2800-691 Almada
Tel. 21 274 84 32
Fax. 212 784 446
Email: geral@controloxxi.pt